Cadastra-se para receber notícias
Gravataí: Bohn Gass diz que Rita, como Jango, é vítima de um golpe na legalidade

11/10/2011 03:59

Tamanho da fonte

            O novo centro cultural de Gravataí, inaugurado na noite desta segunda-feira (10/10), recebeu o nome de “Quiosque da Legalidade” porque está localizado na Leonel de Moura Brizola. Presente ao evento, o deputado federal Elvino Bohn Gass (PT) saudou a conquista do povo gravataiense e aproveitou para comentar o cenário político do município onde, segundo ele, “a oposição à Rita Sanco vem golpeando a legalidade com falsas acusações para impedir a prefeita de cumprir seu mandato legitimamente concedido pela população.”

            Bohn Gass citou Brizola: “Em 1961, em plena resistência ao golpe militar, do Palácio Piratini, Brizola disse: ´Nós não nos subteremos a nenhum golpe, a nenhuma resolução arbitrária. Não pretendemos nos submeter. Que nos esmaguem! Que nos destruam! Que nos chacinem, neste Palácio! Chacinado estará o Brasil com a imposição de uma ditadura contra a vontade de seu povo´. Pois eu digo àqueles que atentam contra a vontade do povo de Gravataí: atacar uma mulher com calúnias e mentiras, é cometer um crime contra a democracia, exatamente como fizeram os militares que impuseram uma ditadura sangrenta e abjeta ao povo brasileiro.”

            Na mesma cerimônia, a prefeita Rita fez o lançamento do Fórum Mundial de Educação que terá Gravataí como sede. “São dois atos que se fundem em um só, pois são da maior grandeza e orgulho da cidade. Gostaria de desejar que os espaços do Quiosque da Legalidade sejam capazes de contar sempre a verdadeira história de democracia, de participação, de transparência, de diálogo, de solidariedade, de humanismo e principalmente de fraternidade”, salientou a prefeita, que citou os 50 anos do Movimento pela Legalidade, liderado por Leonel de Moura Brizola, como um dos principais momentos políticos da vida brasileira.

            A deputada estadual Juliana Brizola, neta de Leonel Brizola, disse que seu avô certamente estaria muito orgulhoso de saber que, em Gravataí, 22 escolas já trabalham com educação integral.

 

Compartilhe:

  • Facebook
  • Share on Twitter