Cadastra-se para receber notícias
Metade Sul

08/04/2005 12:00

Tamanho da fonte

A deputada estadual Miriam Marroni (PT) participou na sexta-feira (08) na Câmara de Vereadores de Pelotas, de audiência pública que discutiu o florestamento na Metade Sul do Estado. A parlamentar destacou que o plantio de eucaliptos e pinho poderão criar uma nova matriz econômica no Rio Grande do Sul, contribuindo para o desenvolvimento da região. Para a deputada petista, esta nova cultura colocará a região como um importante pólo-madeireiro.

No entanto, a parlamentar defendeu que o cultivo das espécies ocorra de maneira diversificada como a indústria de papel não branqueado, a confecção de móveis e a produção habitacional. Miriam também destacou que o plantio ocorra em diferentes áreas geográficas, uma vez que a monocultura concentrada poderá ocasionar impactos ao meio ambiente.

Com a intenção de ampliar o debate, a parlamentar propôs a criação de uma comissão composta por instituições de ensino e entidades como Embrapa e Emater, a fim de que desenvolvam um diagnóstico sobre os impactos ambientais e apresentem um projeto com compromissos a serem assumidos pelas empresas que atuam no setor. Precisamos construir um projeto que esteja incluído no respeito à pecuária e a agricultura, afirmou.

A audiência, proposta pelo vereador Ivan Duarte, contou com a coordenação do presidente da Comissão de Agricultura, Pecuária e Cooperativismo, deputado estadual Elvino Bohn Gass. Estiveram presentes representantes da Votorantim, Associação Gaúcha de Empresas de Florestamento, Movimento Mundial pelas Florestas (WRM), do Uruguai, Rede em Defesa das Florestas do Espírito Santo e Embrapa.

Compartilhe:

  • Facebook
  • Share on Twitter