Cadastra-se para receber notícias
Aves

02/08/2006 12:00

Tamanho da fonte

O presidente da Comissão de Agricultura, Pecuária e Cooperativismo do Legislativo (CAPC), deputado estadual Elvino Bohn Gass (PT) solicitou ao governador Germano Rigotto que inicie tratativas com o governo catarinense para alterar a Instrução de Serviço nº 005/2006, da Secretaria da Agricultura e Desenvolvimento Rural daquele estado. A normativa, de julho deste ano, proíbe temporariamente a entrada de aves vivas, ovos, carne de aves, produtos e subprodutos de origem avícola, para qualquer finalidade, que sejam procedentes e originários do RS. A manifestação aconteceu na manhã desta quarta-feira (2/08), durante solenidade de lançamento da 29ª edição da Expointer, no Palácio Piratini.

A medida catarinense decorre da descoberta de foco da doença de Newcastle no município gaúcho de Vale Real, na região do Vale do Caí. No entanto, produtores de aves da região noroeste colonial do estado que abatem animais em Santa Catarina, têm sido os mais prejudicados. É uma medida injusta. O local onde detectou-se o foco da doença é muito distante da região noroeste. Na maioria dos casos em que houve embargo internacional, este se restringiu às proximidades do foco, destacou Bohn Gass.

Segundo o parlamentar, os produtores querem que Rigotto solicite ao governo catarinense a revogação da Instrução nº 05. Há também a possibilidade de o governo gaúcho adotar medidas administrativas que atestem a segurança da carga avícola transportada àquele estado. Os caminhões vindos do RS podem ter a carga lacrada e a identificação de destino na guia de transporte, acrescentou o petista, que deverá reunir-se com o secretário estadual de Agricultura e Abastecimento gaúcho, Quintiliano Vieira e representantes dos produtores de aves do noroeste colonial já na próxima quarta-feira (9/08), às 10h30 para retomar o tema. A idéia é unirmos esforços para que busquemos diretamente a derrubada da medida catarinense ou achemos um meio termo que garanta a sanidade àquele estado permitindo a retomada do mercado pelos produtores gaúchos, concluiu Bohn Gass.

Compartilhe:

  • Facebook
  • Share on Twitter