Cadastra-se para receber notícias
Governo Yeda

09/08/2007 12:00

Tamanho da fonte

Fiquei positivamente surpreendido com o que li na coluna de Antônio Carlos Macedo, hoje, no Diário Gaúcho sob o título Calma lá, Yeda. Depois de afirmar que é louvável a disposição do governo do Estado de sanear as finanças, com o que também concordo, o colunista faz um alerta: ...mas o corte de gastos não pode visar apenas o futuro. Áreas como a Educação, a Saúde e a Segurança, que já enfrentam graves dificuldades, não dispõem gordura extra para queimar. Esses setores trabalham no limite do aceitável. Qualquer novo corte vai implicar sérios prejuízos à sociedade, como vem acontecendo nas escolas... Macedo cita o caso da Escola Estadual Oscar Pereira, no Bairro Glória, em Porto Alegre, que suspendeu as aulas em função de infiltrações no telhado. Poderia também ter citado o caso da Baltazar de Oliveira Garcia, uma das mais movimentadas avenidas da zona norte da Capital e principal ligação de Porto Alegre com o município de Alvorada. Pois naquela via, a buraqueira já fez aniversário mas só agora, quando a mídia fez eco aos reclames da população, a governadora resolveu anunciar o recomeço das obras. Eu afirmo: já não era sem tempo. Para terminar, reproduzo, de novo, o Macedo: Diante de exemplos como esse, o novo jeito de governar de Yeda não faz o menor sentido. Nesse ritmo, quando o equilíbrio das contas for alcançado, haverá tanta estrutura deteriorada a recuperar que o dinheiro não será suficiente. Por isso, calma lá com os cortes, governadora!

Compartilhe:

  • Facebook
  • Share on Twitter