Cadastra-se para receber notícias
Bohn Gass apoia pedido de prorrogação da importação de leite em pó argentino

06/05/2011 03:59

Tamanho da fonte

Bohn Gass apoia pedido de prorrogação da importação de leite em pó  argentino

Bohn Gass apoia pedido de prorrogação da importação de leite em pó argentino

O deputado federal Elvino Bohn Gass (PT) e representantes do setor leiteiro da região Sul estiveram em audiência com o ministro do Desenvolvimento Agrário, Afonso Florence para pedir a interferência do Governo Federal no sentido de prorrogar o acordo entre Brasil e Argentina que limita em três mil toneladas/mês, a importação de produtos lácteos do país vizinho.

"O acordo, cuja vigência encerrou em abril, já foi prorrogado para até o final de maio. Mas a prorrogação é fundamental porque se o acordo acabar, pode haver uma ´inundação` de produtos argentinos no mercado nacional e isso prejudicaria a produção brasileira, majoritariamente de origem familiar. E nunca é demais lembrar que, no Brasil, mais de 80% dos produtores de leite são agricultores familiares," disse Bohn Gass. O ministro Afonso Florence reconheceu que o leite é um importante produto na geração de renda da agricultura familiar e que é preciso continuar ampliando a produção com qualidade para atender o consumo das famílias brasileiras. Ele prometeu levar o pedido ao ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior e ao da Agricultura para que, juntos, possam estudar formas de garantir que não haja prejuízos ao setor leiteiro do Brasil. "Sabemos que não é uma questão simples porque o acordo é voluntário e foi feito entre o setor privado dos dois países. Contudo, o Governo Federal pode buscar sensibilizar os produtores argentinos. E o ministro garantiu que a questão do leite é preocupação permanente e que o Governo Federal trabalha para manter a estabilidade de crescimento da produção do setor." Estavam presentes na reunião, o Secretário de Agricultura Familiar do MDA, Laudemir Muller, e representantes da Organização das Cooperativas Brasileiras (OCB), da Confederação Brasileira de Cooperativas de Laticínios (CBCL) e da Confederação Nacional dos Trabalhadores na Agricultura (Contag).

Compartilhe:

  • Facebook
  • Share on Twitter