Cadastra-se para receber notícias
“Quem ganha são os pobres”, diz Bohn Gass sobre MP que troca dívidas de universidades por bolsas de estudo

14/06/2012 02:48

Tamanho da fonte

“Quem ganha são os pobres”, diz Bohn Gass sobre MP que troca dívidas de universidades por bolsas de estudo

Para o vice-líder do PT na Câmara Federal, deputado Elvino Bohn gass (PT/RS), quem ganha com a aprovação da Medida Provisória 559 - que transforma dívidas de universidades com o Governo Federal em bolsas de estudo – “são aquelas pessoas que não possuem recursos para pagar os cursos superiores, ou seja, o povo pobre do Brasil”. Bohn Gass comemora o fato de que, no só no Rio Grande do Sul, a medida poderá gerar 170 mil novas vagas conforme estimativa do Consórcio das Universidades Gaúchas (Comung). No Brasil todo, a estimativa é de que os cerca de R$ 15 bilhões de dívidas das universidades possam ser transformados em até 500 mil bolsas de estudos. E o objetivo do Governo Dilma é que sejam oferecidos cursos em todas as áreas.

Cerca de 500 universidades em todo o Brasil poderão ser beneficiadas, entre elas, as gaúchas URCAMP, UNICRUZ e ULBRA. “Mas também pode haver abertura de vagas na UNIJUÍ, que ainda está estudando a medida e, ainda, em outras instituições de ensino superior do Estado”, diz o deputado.

Com a criação, pela Medida Provisória, do Proies - Programa de Estímulo à Reestruturação e ao Fortalecimento das Instituições de Ensino Superior – as universidades que devem impostos ao governo poderão trocar até 90% dessas dívidas por bolsas de estudo.

A medida foi aprovada pela Câmara dos Deputados e segue, agora, para o Senado. Bohn Gass está confiante: “Os senadores perceberão que há justiça na proposta do governo que prevê redução de 40% da multa para as universidades privadas e de 60% para as filantrópicas.” O petista, contudo, faz questão de ressaltar que esta foi uma iniciativa do Governo Dilma: “É uma ação justa e, ao mesmo tempo, criativa. Isto é o que faz um bom governo. Acho importante dar o crédito a quem merece: esta foi uma medida da gestão Dilma. E tem muita gente que vive criticando o governo dela e que, agora, celebra esta medida como se fosse sua.”

João Manoel de Oliveira – maneco1313@gmail.com – (61) 93030591

Compartilhe:

  • Facebook
  • Share on Twitter