Cadastra-se para receber notícias
CONTINUAMOS CONTANDO A HISTÓRIA - Veja aqui os boletins 11, 12, 13, 14 e 15 do COMITÊ POPULAR EM DEFESA DE LULA E DA DEMOCRACIA

12/04/2018 06:52

Tamanho da fonte

CONTINUAMOS CONTANDO A HISTÓRIA - Veja aqui os boletins 11, 12, 13, 14 e 15 do COMITÊ POPULAR EM DEFESA DE LULA E DA DEMOCRACIA

BOLETINS 11, 12, 13, 14 E 15

BOLETIM 11 - Direto de Curitiba – 10/04/2018 – 18h30

 

1. Nove governadores de estado e três senadores, além de uma liderança do PT, foram proibidos de visitar Lula nesta terça-feira (10) pela Justiça. A decisão foi da juíza Carolina Moura Lebbos, mas a orientação é nitidamente parte da estratégia do juiz Sérgio Moro de manter sob isolamento o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva.

2. Essa proibição fere a Lei de Execução Penal (Lei 7.210/1984) e reforça ainda mais a condição de preso político de Lula. O artigo 41 desta lei diz que “Constituem direitos do preso: (...) X - visita do cônjuge, da companheira, de parentes e amigos em dias determinados”.

3. O governador do Maranhão, Flavio Dino (PCdoB), ex-juiz federal e ex-secretário-geral do Conselho Nacional de Justiça, escancarou a ilegalidade da proibição da visita dos governadores a Lula. “Entre as regras da carceragem e a Lei de Execução Penal prevalece a lei. Infelizmente uma juíza negou a visita confundindo Direito com ‘privilégio’. Mais um lamentável abuso judicial”, registrou Dino.

4. Wellington Dias informou que, diante da gravidade mais uma lei que não é cumprida, foi encaminhada uma carta e um pedindo audiência à ministra Carmem Lúcia do Supremo Tribunal Federal.

5. Os governadores deixaram uma carta ao ex-presidente Lula e voltarão a Curitiba em outra data para visitá-lo. E os movimentos sociais que estão na Vigília Democrática #LulaLivre vão exigir que o ex-presidente tenha garantido o direito de receber a visita de seus amigos e companheiros de luta ao longo de décadas.

6. Para a noite de hoje, é aguardada a presença da apresentadora Bela Gil, que trará uma cesta de alimentos para o acampamento para agradecer a presença dos militantes que aqui dão apoio ao Lula e aos moradores das redondezas. Muitos têm acolhido e oferecido água, café, banhos e até energia elétrica para garantir a força do movimento.

7. Guilherme Boulos vai engrossar o Bom Dia a Lula na manhã de quarta. Ele estará no acampamento a partir das 8h, quando acontecerá uma assembleia.

8. Juristas de renome estarão no acampamento amanhã para discutir as irregularidades que culminaram na prisão política do ex-presidente Lula. A quarta terá ainda uma apresentação teatral organizada pelo MST e apresentação de blocos de samba.

9. O presidente do PT-PR, Doutor Rosinha, quer que todos e todas venham para as imediações do prédio da PF conhecer o acampamento, o povo que aqui milita e força da luta pela liberdade de Lula. Convidou pessoalmente até o superintendente da Polícia Federal para dar uma volta no final da rua e ver com os próprios olhos a organização dos movimentos.

10. Como parte da campanha pela liberdade de Lula, os deputatos do PT, com o apoio de parlamentares do PSOL, PCdoB, PDT e PSB, aprovaram a obstrução dos trabalhos na Câmara para impedir as votações em plenário durante toda a semana.

 

*Governadores que estiveram Curitiba nesta terça-feira: Tião Viana (PT), do Acre; Renan Filho (PMDB), de Alagoas; Rui Costa (PT), da Bahia; Camilo Santana (PT), do Ceará; Flavio Dino (PCdoB), do Maranhão; Ricardo Coutinho (PSB), da Paraíba; Paulo Câmara (PSB), de Pernambuco; Wellington Dias (PT), do Piauí; Waldez Goés (PDT), do Amapá.

 

BOLETIM 12 - Direto de Curitiba – 11/04/2018 – 10h

 

1. O já tradicional bom dia ao presidente Lula, nesta quarta-feira contou com a presença de Guilherme Boulos, que chegou ao acampamento às 9h e participou da assembleia matinal da Vigília Democrática #LulaLivre em Curitiba.

2. O dia começou com uma animada batucada e a participação de Guilherme Boulos. O pré-candidato do PSOL, que viaja hoje para Portugal, defendeu que os veículos de mídia independente e a militância repercutam internacionalmente a prisão política de Lula. Boulos afirma que nos próximos dias haverá uma escalada de mobilização até que Lula seja solto. “As mobilizações vão crescer porque a ficha das pessoas está caindo. A indignação está se transformando em mobilização”, disse.

3. Ao longo do dia hoje estão previstas atividades para acolher o público que está chegando e o que já está há dias na vigília. Após a assembleia, uma instrutora de yoga realizará uma mística para cuidar das pernas e braços que agora andam e lutam em nome de Lula. Às 10h30, um grupo de teatro Movimento dos Trabalhadores Sem Terra (MST) vai encenar uma peça para denunciar o desmonte do Judiciário brasileiro. Blocos de Carnaval de Curitiba tomarão as ruas do acampamento a partir das 16h. Às 17h ocorrerá um novo encontro do movimento negro, que será seguido por um ato inter-religioso, às 18h. Ao final do dia, mais um ato político com lideranças políticas, parlamentares e dirigentes partidários e de movimentos sociais.

4. Na noite de terça-feira a apresentadora Bela Gil – filha do cantor e ex-ministro da Cultura de Lula, Gilberto Gil – visitou a vigília e levou uma cesta de alimentos agroecológicos, produzidos em assentamentos do MST, para uma moradora que acolheu os militantes que defendem o ex-presidente Lula no acampamento em Curitiba.

5. Policiais militares têm esperado o encerramento do dia no acampamento para transitar entre o povo. Todas as noites, viaturas e motos entram no acampamento quando as luzes já estão desligadas e os militantes indo dormir para fazer imagens com postura intimidatória. Ontem, policiais fotografaram e filmaram ostensivamente as pessoas que estavam no local, inclusive jornalistas que aqui trabalhavam.

6. Ontem o Congresso Nacional realizou as primeiras sessões após a conversão de Lula no primeiro preso político do Brasil após a Constituição de 1988. Na Câmara os deputados e deputadas petistas e da esquerda em geral realizaram um grande ato de protesto dentro do plenário. E no Senado a Comissão de Direitos Humanos e Cidadania, presidida pelo senador Paulo Paim (PT-RS), realizou uma audiência pública seguida de vigília sobre o tema Democracia e Direitos Humanos e em homenagem a Lula.

 

Visita de Bela Gil: https://www.facebook.com/pt.brasil/videos/1709645429121825/

 

Vídeo do ato: https://www.facebook.com/ptnacamara/videos/1404123996354866/

 

Fotos da audiência pública: https://www.facebook.com/PTnoSenado/posts/1650376421707187

 

BOLETIM 13 - Direto de Curitiba – 11/04/2018 – 13h46

1. O ex-governador da Bahia e ex-ministro do governo Dilma Rousseff, Jaques Wagner, visitou o acampamento nesta manhã e reafirmou a pré-candidatura de Lula. “Continuo com meu candidato: Lula. Eu não tenho plano A, B ou Z. Meu plano é o plano L, de Lula”, garantiu Wagner.

2. Na Espanha, a presidenta Dilma Rousseff foi aplaudida de pá ao final de sua conferência em Madri. “A democracia no Brasil está em risco. O processo de exceção está se aprofundando. Temos que ter clareza de que este tipo de processo de exceção já aconteceu e pode voltar a acontecer na América Latina. Precisamos de solidariedade internacional. Precisamos que se divulgue ao mundo. Precisamos, em todas as instâncias, que se saiba do que está acontecendo no Brasil”, denunciou a presidenta. “O PT vai lutar em todas as instâncias jurídicas para que Lula seja candidato à Presidência da República”, acrescentou Dilma, que nesta quinta-feira (12) fará outra conferência em Barcelona.

3. Um amplo grupo de renomados juristas e professores das mais importantes Faculdades de Direito do Brasil participou de um ato esta manhã na Vigília Democrática em Curitiba. Participaram do ato: Eneida Desirée Salgado (UFPR), Ivete Caribé (advogada), Katya Isaguirre (UFPR), Jacinto Nelson Miranda Coutinho (UFPR), Juarez Cirino dos Santos e Marcelo Neves (UnB), entre outros.

4. Marcelo Neves, professor da Universidade de Brasília (UnB), criticou a atuação política da Justiça no Brasil atual. “É o próprio Judiciário que agora controla a distinção amigo-inimigo. E esse Judiciário instrumentalizado determina quem é o inimigo do Estado, quem é o inimigo do Brasil e quem é o amigo. E o amigo, realmente, é aquela elite dominante que não aceita a inclusão social”, apontou o jurista.

5. Fernando Haddad, ex-prefeito de São Paulo e ex-ministro da Educação do governo Lula, visitará hoje a Vigília Democrática #LulaLivre para prestar solidariedade a Lula e aos militantes do acampamento. Sua chegada está prevista para 19h.

6. Repetimos a programação para esta tarde, já divulgada no boletim anterior. A partir das 16h, blocos de carnaval de Curitiba tomarão as ruas do acampamento. Às 17h ocorrerá um novo encontro do movimento negro. Às 18h, ato inter-religioso. Ao final do dia, mais um ato político com lideranças políticas, parlamentares e dirigentes partidários e de movimentos sociais.

 

BOLETIM 14 - Direto de Curitiba – 11/04/2018 – 21h50

 

1. Está no ar a plataforma para que cada brasileiro e brasileira contribua financeiramente com a luta democrática promovida pelo acampamento da Vigília Democrática #LulaLivre em Curitiba. Acesse e contribua: https://vigilialulalivre.pt.org.br

2. Fernando Haddad, ex-ministro da Educação do governo Lula e ex-prefeito de São Paulo, visitou o acampamento da Vigília Democrática e, junto com Jaques Wagner, ex-governador da Bahia, participou do ato político no início da noite. Além de cobrar que a Constituição seja cumprida, ambos enfatizaram que o PT não tem “plano B”. O único plano é Lula e sua candidatura a presidente será registrada no dia 15 de agosto.

3. A respeito do ofício e das declarações do Sindicato dos Delegados da Polícia Federal atacando o acampamento da Vigília Democrática #LulaLivre, reforçamos que esta é uma ocupação democrática e pacífica que ocorre como reação à violência que representa a retirada da liberdade de um homem inocente e amado pelo povo brasileiro. Diariamente, um grupo de 80 pessoas faz a coleta de lixo, a limpeza dos banheiros químicos e a organização do espaço ocupado. A relação com os vizinhos é de diálogo tranquilo e é visível a hospitalidade dos moradores que cedem energia elétrica, água e alimentos, além de colaborar com a cozinha comunitária. A única coisa que corre risco nesse momento é a farsa da prisão política de Lula ficar insustentável diante da opinião pública brasileira e mundial.

4. O acampamento teve uma de suas jornadas mais cheias nesta quarta-feira, com de mais de 4 mil pessoas passando por aqui ao longo do dia. Muitas atividades lúdicas foram realizadas e nasceu no acampamento o bloco de carnaval Lula Livre. E foi um sucesso a apresentação de teatro da juventude do MST na qual foi denunciado o desvio de papel do Judiciário. Sim, a luta política também deve usar a arte, como já versou o poeta curitibano que está conosco em espírito: “En la lucha de clases / todas las armas son buenas / piedras, noches, poemas” – Paulo Leminski

5. As doações não param de chegar. Hoje o acampamento recebeu leite, pão, margarina e chocolates. Recebemos, inclusive, doações de três policiais civis diretamente na tenda destinada a essa finalidade. Na cidade de São José dos Campos (SP) também começou hoje uma campanha de arrecadação de alimentos para o acampamento. Em menos de 24 horas já foi arrecadada meia tonelada de alimentos para o acampamento da Vigília #LulaLivre.

6. Em Montevidéu e Buenos Aires, milhares de pessoas indignadas foram às ruas e às embaixadas brasileiras no Uruguai e na Argentina. Ontem (10), Quito também testemunhou um lindo ato com milhares de pessoas denunciando o golpe e a prisão política de Lula.

7. Em Brasília foi montado outro acampamento permanente em prol da liberdade do nosso ex-presidente e foi realizado mais um ato na frente do Supremo Tribunal Federal (STF) que contou com a presença de parlamentares, dirigentes e militantes do PT e de outros partidos da esquerda. Em São Paulo, enquanto esse boletim é fechado, uma multidão participa do ato que conta com quase 30 atrações do melhor que existe na música brasileira. O ato protesta contra a prisão de Lula e homenageia a memória da lutadora Marielle Franco.

Boletim 15 - Direto de Curitiba – 12/04/2018 – 15h

1. As atividades do acampamento Vigília Democrática #LulaLivre em Curitiba continuam a pleno vapor. O dia começou com um ato das mulheres desejando um bom dia ao ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva.

2. No final da manhã, o ex-presidente recebeu a visita de familiares pela primeira vez desde que foi preso na carceragem da Superintendência da PF (Polícia Federal) em Curitiba. No grupo estavam três filhos do ex-presidente: Fábio Luís Lula da Silva, o Lulinha, Luís Claudio e Lurian, e o neto Thiago, que estavam acompanhados pelo advogado Cristiano Zanin Martins, que defende Lula.

3. Ao longo do dia, várias atividades culturais e políticas. Às 10h, a roda de debates foi iniciada com palestra do jurista Luiz Moreira, ex-integrante do Conselho Nacional de Justiça (CNJ) e um dos mais duros críticos às arbitrariedades do juiz Moro no âmbito da Lava Jato. Ele afirmou que a liberdade para Lula representa a emancipação do povo brasileiro dos grilhões da ditadura judicial instalada no País com a Lava Jato. Ao meio-dia houve palestra do sociólogo e jurista Jessé de Sousa, autor do livro A Elite do Atraso. Ele abordou a história do golpe parlamentar-judicial de 2016 e a perseguição contra Lula.

4. Às 14h, na Vigília Cívica haverá a presença dos deputados federais Carlos Zarattini (PT-SP), Enio Verri (PT-PR) e de Henrique Fontana (PT-RS). Os parlamentares do PT e de outros partidos têm visitado o acampamento #LulaLivre para prestar solidariedade a Lula e denunciar ao mundo a prisão política do ex-presidente da República, o mais popular da história do Brasil.

5. Hoje, às 15h, haverá várias atividades culturais, que incluem roda de conversa com a chef de cozinha Bel Coelho e as cozinheiras do acampamento e shows com Fabiano Whunter (gaita solo) e Rodolfo y Roseno. Às 19h, haverá um ato político, com a presença da presidenta nacional do PT, senadora Gleisi Hoffmann (PR).

6. O Partido dos Trabalhadores já colocou no ar, com as frentes e movimentos sociais, uma plataforma unificada de arrecadação financeira para a manutenção da Vigília Democrática Lula Livre em Curitiba e Brasília. Qualquer pessoa pode ajudar na resistência. O link para as doações é: https://vigilialulalivre.pt.org.br

7. A Comissão de Direitos Humanos do Senado aprovou, na tarde de quarta-feira (11), um requerimento para realizar uma diligência que verificará as condições de encarceramento do ex-presidente Lula e dos demais presos nas dependências da Polícia Federal (PF), em Curitiba (PR). Agora, a comissão formalizará o pedido junto à PF para definir uma data e o número de parlamentares que irão compor a comitiva. O requerimento foi apresentado pela senadora Vanessa Grazziotin (PCdoB-AM).

8. Na Câmara, a oposição já pediu, na terça-feira (10), a criação de uma comissão externa para acompanhar a situação do ex-presidente Lula, confinado em uma cela na PF em Curitiba. O grupo será formado por 12 parlamentares e não terá custos para a Casa. A ideia é que cada parlamentar arque com as próprias despesas. A visita ainda não tem data para ocorrer. A constituição do grupo precisa ser autorizada pelo presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ). A criação da comissão foi pedida pelos líderes dos cinco partidos da oposição: PT, PSB, PDT, PCdoB e PSOL, depois que nove governadores foram impedidos de encontrar Lula, na terça-feira, 10.

Compartilhe:

  • Facebook
  • Share on Twitter