Janeiro 2021 – 9 citações
Fevereiro 2021 – 36 citações
Março 2021 – 73 citações

Abril 2021

PT na Câmara
PT defende CPI da Covid na Câmara para apurar omissão e responsabilizar Bolsonaro por genocídio
O líder do PT na Câmara, Elvino Bohn Gass (RS), defendeu hoje (13) a criação de uma Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) na Casa para investigar a omissão do presidente Jair Bolsonaro na condução da política de prevenção e combate à Covid-19 e também responsabilizá-lo pelas mais de 358 mil mortes pelo novo coronavírus. “Bolsonaro é genocida sim”, disse o parlamentar.

MS Notícias
Deputados querem retirar dona da TV Brasil do programa de privatizações
Para o líder do PT na Câmara, deputado Bohn Gass (RS), e a deputada Erika Kokay (PT-DF), a inclusão da EBC no programa de desestatização fere o Artigo 233 da Constituição Federal. A Carta Magna, destacam os deputados, prevê a existência dos sistemas de comunicação público, privado e estatal, de forma que a sobrevivência da Empresa Brasil de Comunicação “é crucial para a garantia desse princípio constitucional”.

Agência Câmara Notícias
Proposta reduz exigências para fabricação artesanal de sabão durante a pandemia
“Busca-se flexibilizar a saboaria de forma a possibilitar que a população, principalmente a de baixa renda, tenha acesso a esses produtos de limpeza”, disseram os autores, o deputado Bohn Gass (PT-RS) e outros 35 parlamentares, na justificativa da proposta.

Estadão
Oposição articula movimento para unir autores de mais de 100 pedidos de impeachment de Bolsonaro
Com mais de uma centena de pedidos de impeachment enviados à Câmara sem nenhum encaminhamento, a oposição quer unir deputados de campos políticos diversos na tentativa de dar andamento, no Legislativo, ao afastamento do presidente Jair Bolsonaro. A iniciativa é do deputado Bohn Gass (RS), líder do PT, e conta com apoio até de ex-aliados do presidente no Congresso.

Grupo Repórter
Bohn Gass defende crédito para socorrer agricultor familiar em meio pandemia
O deputado federal, Elvino Bohn Gass, acredita que a fome triplicou entre os pobres nos últimos meses, e uma das causas é o valor menor do auxilio emergencial, com dinheiro insuficiente para acompanhar os constantes aumentos do custo de vida.

O Globo
Impasse adia análise da nova Lei de Segurança Nacional na Câmara
—Nós queremos mais tempo, para fazer uma discussão prévia com a sociedade, incluindo entidades ligadas aos direitos humanos e a OAB (Ordem dos Advogados do Brasil), assim como fóruns da democracia. Queremos construir com Margarete um projeto que revogue questões autoritárias e que represente realmente a defesa do estado democrático de direito — disse Bohn Gass (RS), líder do PT.

IstoÉ Dinheiro
Projeto buscam retira EBC do Progrma Nacional de Desestatização
Para o líder do PT na Câmara, deputado Bohn Gass (RS), e a deputada Erika Kokay (PT-DF), a inclusão da EBC no programa de desestatização fere o Artigo 233 da Constituição Federal. A Carta Magna, destacam os deputados, prevê a existência dos sistemas de comunicação público, privado e estatal, de forma que a sobrevivência da Empresa Brasil de Comunicação “é crucial para a garantia desse princípio constitucional”.

IstoÉ Dinheiro
Com impasse no Seando, oposição tenta emplacar CPI da Covid na Câmara
“Vamos decidir se reforçaremos algum desses pedidos ou se vamos fazer um novo requerimento conjuntamente (partidos da oposição) sobre a crise sanitária e as responsabilidades do governo federal aqui na Câmara”, afirmou o líder do PT, deputado Bohn Gass (RS).

Gazeta do Povo
Câmara tenta retomar nesta semana votações além da agenda Covid-19
A ideia de diversificar o foco das votações da Câmara é contestada pelo líder do PT na casa, o deputado Bohn Gass (RS). “Na minha opinião, só poderíamos votar temas ligados à covid. Projetos sobre renda, trabalho, combate à carestia. Mas infelizmente houve o encaminhamento para que os partidos propusessem temas de outros assuntos”, declarou.

Diário do Nordeste
Ministério da Educação voltará a calcular as notas de corte do Sisu como fazia antes de 2020
Na última sexta-feira (9), os deputados federais Bohn Gass (PT-RS) e Paulo Teixeira (PT-SP) pediram ao Ministério Público Federal (MPF) no Distrito Federal a suspensão da chamada “dupla classificação” no Sisu.

Gazeta do Povo
Sindicato faz manifestação contra Bolsonaro na UFRJ; deputado denuncia à PF
As manifestações geraram diferentes reações entre apoiadores e opositores do governo federal. Políticos de esquerda, como os deputados federais Henrique Fontana (PT-RS), Bohn Gass (PT-RS), Marcelo Freixo (PSOL-RJ) e David-Miranda (PSOL-RJ) comemoraram as intervenções.

Teletime
Oposição apresenta decreto legislativo na Câmara e no Senado para suspender privatização da EBC
O PDL 148/2021, assinado pelos deputados Bohn Gass (PT-RS) e Erika Kokay (PT-DF), aponta que a privatização ou extinção da EBC terá como consequência a eliminação de uma fonte importante de conteúdos educativos e culturais disponibilizados gratuitamente à população. “A empresa tem caráter educativo, com difusão de programas e reportagens para contribuir com a formação dos cidadãos. A rede pública traz mais diversidade e pluralidade porque não precisa se adequar a anunciantes e tem compromisso com a promoção da cidadania e da valorização da diversidade (cultural, regional, racial, etc)”, afirmam os parlamentares.

O Presente
MEC anuncia retorno ao sistema de notas de corte usado até 2019; entenda o que muda
Na sexta (9), os deputados federais Bohn Gass (PT-RS) e Paulo Teixeira (PT-SP) enviaram uma representação ao Ministério Público Federal no Distrito Federal para pedir a suspensão do uso da “dupla classificação” nas tabelas do Sisu.

O Cafezinho
Líderes no Congresso reagem ato ataque de Bolsonaro
Nesta sexta-feira, 9, líderes do Congresso Nacional divulgaram uma nota em reação ao ataque de Bolsonaro contra o ministro do Supremo Tribunal Federal, Luís Roberto Barroso.
Assinam: Dep. Elvino Bohn Gass (PT/RS) – Líder do PT

Partido dos Trabalhadores
PT na Câmara pressiona por auxílio de R$ 600 até o fim da pandemia
Após 22 dias aguardando a apreciação da Câmara, o líder da Bancada do PT, deputado Elvino Bohn Gass (RS), exigiu nesta sexta-feira (9), a votação imediata da medida provisória (MP 1039/2021) que define as regras para o pagamento do novo auxílio emergencial proposto pelo governo Bolsonaro. Segundo o líder, a Bancada do PT já tem projeto global – e emendas de vários deputados ao texto – visando garantir o pagamento mínimo de R$ 600 de auxílio até o fim da pandemia ou a imunização total da população.

G1
Sisu: deputados federais entram com representação no MPF contra sistema de “dupla calssificação”
Os deputados federais Bohn Gass (PT-RS) e Paulo Teixeira (PT-SP) pedem em representação enviada nesta sexta-feira (9) ao Ministério Público Federal (MPF) no Distrito Federal a suspensão da chamada “dupla classificação” no Sistema de Seleção Unificada (Sisu). Os parlamentares afirmam que o modelo “infla artificialmente as notas de corte” e “ganha ares de crueldade contra os estudantes”.

O Globo
Líderes de oposição e do MDB apontam ‘crime de responsabilidade’ em ataque de Bolsonaro a Barroso
Além deles, subscreveram os líderes de partidos na Câmara Elvino Bohn Gass (PT-RS),  Isnaldo Bulhões (MDB-AL), Danilo Cabral (PSB-PE), Wolney Queiroz (PDT-PE), Talíria Petrone (PSOL-RJ), Renildo Calheiros (PCdoB-AL), Alex Manente (CID-SP) e Joenia Wapichana (Rede-RR).

PT na Câmara
Líder do PT exige votação imediata da MP do novo auxílio emergencial; PT quer R$ 600 até o fim da pandemia
Após 22 dias aguardando a apreciação da Câmara, o líder da Bancada do PT, deputado Elvino Bohn Gass (RS), exigiu nesta sexta-feira (9), a votação imediata da medida provisória (MP 1039/2021) que define as regras para o pagamento do novo auxílio emergencial proposto pelo governo Bolsonaro. Segundo o líder, a Bancada do PT já tem projeto global – e emendas de vários deputados ao texto – visando garantir o pagamento mínimo de R$ 600 de auxílio até o fim da pandemia ou a imunização total da população.

Partido dos Trabalhadores
PT cobra de Salles explicação por defesa de madeira ilegal
O líder da Bancada do PT na Câmara, deputado  Bohn Gass (RS), e o deputado  Nilto Tatto querem que o ministro do Meio Ambiente, Ricardo Salles, esclareça a posição adotada em relação à apreensão da maior carga de madeira ilegal que ocorreu no estado do Pará, no mês de março. Laudo da Polícia Federal revela que a carga apreendida é fruto de desmatamento ilícito.

O Tempo
Deputados cobram explicação de Ricardo Salles sobre defesa de madeireiros
Os deputados federais Bohn Gass (PT-RS) e Nilto Tatto (PT-SP) protocolaram nesta quinta-feira (8) um pedido em que solicitam informações a Ricardo Salles (Meio Ambiente) sobre suas manifestações em defesa de madeireiros alvos da Polícia Federal.

Metropoles
Ricardo Salles é cobrado por deputados após defender madeireiros
Parlamentares protocolaram, nesta quinta-feira (8/4), um pedido de solicitação de informações a Ricardo Salles, ministro do Meio Ambiente, sobre a defesa de madeireiros que são alvos da Polícia Federal. A ação é de autoria dos deputados federais Bohn Gass (PT-RS) e Nilto Tatto (PT-SP).

Blasting News Brasil
Eventual apoio de Barbosa a Lula para derrotar Bolsonaro é elogiado por petistas
Ao UOL, Bohn Gass (RS), líder do PT na Câmara, disse que o fato de Barbosa apoiar Lula não iria acarretar em parcialidade, como, segundo ele, foi o caso de Sergio Moro em julgamentos contra Lula. Para o líder do PT, Barbosa é um homem com dignidade e vê como positiva a possível decisão de ele querer livrar o país do atual presidente.

DCM
Adélio volta ao debate com aparelhamento da PF por Bolsonaro e tentativa de desenterrar caso facada
@BohnGass Se o novo diretor-geral da Polícia Federal, Paulo Maiurino, reabrir o caso Adélio, como quer Bolsonaro, estará atestando a incompetência da própria instituição. Foi a PF, já no atual governo, que investigou e encerrou o caso.

PT na Câmara
STF mantém direitos previdenciários de funcionários da CEEE; Bohn Gass critica tentativa de privatização da empresa
O ministro Ricardo Lewandowski, do Supremo Tribunal Federal (STF), concedeu liminar para manter os direitos previdenciários e o pagamento de ex-autárquicos das empresas do Grupo CEEE (Companhia Estadual de Energia Elétrica do Rio Grande do Sul) e de seus beneficiários tal como vêm sendo realizados, até o julgamento do mérito da ação. O líder da Bancada do PT na Câmara, deputado Bohn Gass (RS), criticou a tentativa de privatização da empresa.

PT na Câmara
Líder Bohn Gass pede inclusão de projeto contra despejo durante a pandemia na pauta do plenário
O líder do PT na Câmara, deputado Bohn Gass (RS), solicitou nesta quarta-feira (7), que seja incluída na pauta do plenário o projeto de lei (PL 1.975/20,) da deputada Natália Bonavides (PT-RN), que proíbe a realização de despejos, desocupações ou remoções forçadas durante o período da pandemia. “O projeto está pronto para ser votado. Precisamos aprová-lo para proibir os despejos que estão acontecendo pelo Brasil afora, como é o caso específico aqui do Distrito Federal”, afirmou o líder, se referindo as 38 famílias que foram despejadas na última segunda-feira (5) de uma área próxima ao Centro Cultural do Banco do Brasil (CCBB).

Partido dos Trabalhadores
Com o voto contrário do PT, Câmara aprova “fura-fila” da vacina
Ao encaminhar o voto contrário do PT, o líder da bancada, deputado Bohn Gass (RS), enfatizou que o projeto não vai ajudar a reduzir a fila de vacinação do Sistema Único de Saúde e nem significa mais vacinas disponíveis para a população brasileira. Ele enfatizou que existe um Plano Nacional de Imunização e que esses critérios precisam ser respeitados.

Boletim da Liberdade
Veja a listagem dos deputados que votaram contra iniciativa privada poder também vacinar
Rio Grande do Sul: Afonto Motta (PDT), Bohn Gass (PT), Fernanda Melchionna (PSOL), Henrique Fontana (PT), Marcon (PT), Maria do Rosário (PT), Paulo Pimenta (PT) e Pompeo de Mattos (PDT).

Século Diário
Projeto que permite compra de vacina por empresas segue para votação no Senado
Também foram votados três destaques que pediam aprovação de emendas, que foram reprovados. Um era de autoria do deputado Bohn Gass (PT-RS), que pretendia proibir que as empresas deduzissem os valores gastos com a compra de vacinas de qualquer tipo de tributo devido. O outro, do deputado Danilo Cabral (PSB-PE), que buscava incluir no texto lista de grupos prioritários para vacinação segundo suas atividades; e, por último, a emenda do deputado Luiz Carlos Motta (PL-SP), que objetivava direcionar 10% da arrecadação das contribuições para o Sistema S à compra de vacinas para empresários e trabalhadores do comércio.

UOL
Petistas elogiam eventual apoio de Barbosa a Lula para derrotar Bolsonaro
O líder do PT na Câmara, Bohn Gass (RS), avalia que contra Barbosa não pesa nenhuma suspeita de parcialidade, ao contrário de Sergio Moro, ex-juiz federal que atuou na Operação Lava Jato e ex-ministro da Justiça de Bolsonaro.

Money Times
Projeto autoriza a União a comprar, sem licitação, oxigênio medicinal de fábrica da Petrobras
“Enquanto pacientes com Covid-19 internados nos hospitais de Manaus e de outras cidades do estado do Amazonas e do Pará estão morrendo sufocados pela falta de cilindros de oxigênio diante de mais um pico da pandemia, a Fábrica de Fertilizantes Nitrogenados da Petrobrás no Paraná, fechada há um ano pelo governo Bolsonaro, poderia produzir 30 mil metros cúbicos de oxigênio por hora, o que daria para encher 30 mil cilindros hospitalares pequenos, com capacidade média de 20 inalações de 10 minutos”, justifica o autor do projeto, deputado Bohn Gass (PT-RS).

PT na Câmara
Bohn Gass defende vacinação contra a Covid pelo SUS e auxílio emergencial de R$ 600,00
O líder do PT na Câmara, Elvino Bohn Gass (RS), acusou hoje (6) o presidente de extrema direita Jair Bolsonaro de ser o principal responsável pelas mortes por Covid-19 no País – só nas últimas 24 horas, 4.195 pessoas perderam a vida para a doença – e pela triplicação do número de pobres no Brasil nos últimos 6 meses. “Por culpa do governo federal, não temos nem vacina para todos e nem auxílio emergencial”, denunciou o líder do PT.

O Líberal
PT diz que julgamento de recurso da PGR sobre Lula cabe à 2ª Turma do STF
“Agora, o que não causa estranheza é que setores inconformados com a restauração dos direitos políticos de Lula – que em última análise representam o direito livre de voto do povo brasileiro – venham a manifestar, pela imprensa, sua intenção e até mesmo a expectativa de promover uma reviravolta no assunto, uma verdadeira cambalhota jurídica por parte da Suprema Corte”, diz a nota, assinada pela presidente nacional do partido, deputada Gleisi Hoffmann (SP), e pelos líderes da sigla na Câmara, Bohn Gass (RS), e no Senado, Paulo Rocha (PA).

Fórum
Movimento de favelas apresenta 108º pedido de impeachment contra Bolsonaro
A entrega do pedido na Câmara foi feita em um ato em que participaram o líder do movimento, André Constantine, a coordenadora executiva da ABJD, Tânia Oliveira, além da presidenta nacional do PT, deputada Gleisi Hoffmann (PT-PR), do líder da Minoria, Marcelo Freixo (PSOL-RJ) e dos líderes de PT e PSOL na Câmara, Bohn Gass (PT-RS) e Talíria Petrone (PSOL-RJ).

Carta Maior
Partido dos Trabalhadores: Não toquem nos direitos de Lula
Nota pública assinada por Gleisi Hoffmann, presidenta nacional do Partido dos Trabalhadores
Elvino Bohn Gass, líder do PT na Câmara dos Deputados
Paulo Rocha, líder do PT no Senado Federal

Correio Braziliense
Covid-19 provocou a morte de 5.798 profissionais da saúde desde início da pandemia
O líder do PT na Câmara, deputado Bohn Gass (RS), salientou que se for para encurtar a fila, que as vacinas compradas pelas empresas sigam para o SUS. “Se os empresários fazem as compras das vacinas para aliviar a fila, comprem e coloquem no SUS. É muito simples. Vamos criar duas categorias: uma para pessoas endinheiradas, que poderão receber as vacinas, contra outras pessoas que, por causa dessas compras, vão ficar mais distantes ainda para receberem a vacina”, observou.

Notícias Agrícolas
Pesquisas mostram crescimento da oposição em meio às dificuldades de Bolsonaro com a pandemia
A sugestão de Ciro, segundo o deputado Bohn Gass (PT-RS), “demonstra a força que de fato o Lula tem”. “Isso só reforça a necessidade de o Lula capitanear esse processo”, declarou. Bohn Gass é líder da bancada do partido na Câmara.

GauchaZH
Como votaram os deputados gaúchos no texto-base do projeto que autoriza a compra de vacinas por empresas
Bohn Gass (PT) – Não

Agência Câmara Notícias
Votação de projeto sobre compra de vacinas por empresas prosseguirá nesta quarta-feira
Emenda do deputado Bohn Gass (PT-RS) que pretendia condicionar a vacinação pelo setor privado, de forma gratuita, ao fim da imunização dos grupos prioritários pelo SUS;

Leia Já
PT diz que julgamento de recurso da PGR sobre Lula cabe à 2ª Turma do STF
“Agora, o que não causa estranheza é que setores inconformados com a restauração dos direitos políticos de Lula – que em última análise representam o direito livre de voto do povo brasileiro – venham a manifestar, pela imprensa, sua intenção e até mesmo a expectativa de promover uma reviravolta no assunto, uma verdadeira cambalhota jurídica por parte da Suprema Corte”, diz a nota, assinada pela presidente nacional do partido, deputada Gleisi Hoffmann (SP), e pelos líderes da sigla na Câmara, Bohn Gass (RS), e no Senado, Paulo Rocha (PA).

Isto É Dinheiro
PT diz que julgamento de recurso da PGR sobre Lula cabe à 2ª Turma do STF
“Agora, o que não causa estranheza é que setores inconformados com a restauração dos direitos políticos de Lula – que em última análise representam o direito livre de voto do povo brasileiro – venham a manifestar, pela imprensa, sua intenção e até mesmo a expectativa de promover uma reviravolta no assunto, uma verdadeira cambalhota jurídica por parte da Suprema Corte”, diz a nota, assinada pela presidente nacional do partido, deputada Gleisi Hoffmann (SP), e pelos líderes da sigla na Câmara, Bohn Gass (RS), e no Senado, Paulo Rocha (PA).

Tecnotícias
Presidente nacional do PT fala sobre auxílio emergencial de R$ 600
Além da deputada, o líder da bancada do PT na Câmara dos Deputados, Bohn Gass, afirma que o valor de R$ 600 é mais ideal e que a Medida Provisória (MP) que define o valor do auxílio ainda não foi votada.

Veja
PT revela ‘perplexidade’ com Fux por julgamento contra Lula no STF
“Causa perplexidade que o presidente do STF tenha marcado para o próximo dia 14 o julgamento, no plenário da Corte, de impugnação apresentada pela Procuradoria Geral da República à decisão monocrática do ministro Fachin, sendo que a competência para tanto é da Segunda Turma”, diz o texto assinado pela presidente do partido, Gleisi Hoffmann e pelos líderes na Câmara e no Senado, Bohn Gass e Paulo Rocha.

Brasil 247
“Não toquem nos direitos de Lula”, diz o PT sobre nova trama contra o ex-presidente
Em nota assinada pela presidente Gleisi Hoffmann e pelos líderes na Câmara e no Senado, Elvino Bohn Gass e Paulo Rocha, o PT disse que a decisão que restabeleceu a elegibilidade de Lula recuperou a credibilidade do STF

O Cafezinho
TCU questiona valor de venda da RLAM e pode suspender operação
A denúncia ao TCU pede a suspensão imediata da venda da refinaria baiana, negócio lesivo ao caixa da Petrobrás e aos cofres públicos. Os deputados Bohn Gass (PT/RS), líder da bancada petista na Câmara, Arlindo Chinaglia (PT/SP), líder da minoria, e Joseildo Ramos (PT/BA) encaminharam pedido de habilitação à denúncia ao TCU, reforçando ainda mais o processo, ao lado do senador Jean Paul Prates (PT/RN), presidente da Frente Parlamentar Mista em Defesa da Petrobrás e líder da minoria no Senado. A indicação desses parlamentares foi decidida em reunião dos líderes de bancadas de todos os partidos de oposição.

PT na Câmara
Líder do PT defende a democracia, diz que “mito está nu” e governo “cheira à morte”
Durante a sessão do plenário, nesta quarta-feira (31), o líder da Bancada do PT na Câmara, deputado Bohn Gass (RS), discursou sobre a importância da democracia, especialmente neste período que o País vive, atormentado diuturnamente por um governo de extrema direita, que se alinha o tempo todo com o autoritarismo e o desrespeito ao Estado Democrático de Direito. Bohn Gass aproveitou para reafirmar da tribuna da Câmara, que “ditadura nunca mais!”. O líder ainda defendeu o impeachment do presidente da República. “O povo não aguenta mais Bolsonaro”.

Zedd Brasil
Líderes latino-americanos rejeitam interferência de Almagro na Bolívia
Mais de 30 líderes latino-americanos, entre eles ex-presidentes, ex-chanceleres e líderes políticos, se manifestaram contra a “ingerência nos assuntos internos” da Bolívia por parte do Secretário-Geral da Organização dos Estados Americanos (OEA) […]

Brasil 247
Oposição denuncia diretoria da Petrobras e cobra do TCU suspensão de venda da refinaria Landulpho Alves
Da Câmara, assinam o documento líderes do PT, Elvino Bohn Gass (RS), do PDT, Wolney Queiroz (PE), do PSOL, Talíria Petrone (RJ), da Rede, Joenia Wapichana (RR), do PSB, Danilo Cabral (PE), e do PCdoB, Renildo Calheiros (PE), e o deputado Joseildo Ramos (PT-BA). Firmam também o documento os líderes da Minoria no Congresso, deputado Arlindo Chinaglia (PT-SP), e no Senado, Jean Paul Prates (PT-RN), o da Minoria na Câmara, Marcelo Freixo (PSOL-RJ), e da Oposição na Câmara, Alessandro Molon (PSB-RJ), e o líder da Oposição no Senado, Randolphe Rodrigues ( Rede).

UOL
Oposição pede que TCU investigue Bolsonaro por contratar influenciadores
Os líderes dos partidos de oposição pediram hoje que o TCU (Tribunal de Contas da União) investigue o presidente Jair Bolsonaro pelo gasto de R$ 1,3 milhão com ações de marketing com influenciadores em defesa do tratamento precoce contra covid-19. Especialistas afirmam que não existe tratamento precoce para a doença.

Agência Câmara Notícias
Câmara aprova projeto que permite uso de repasses de anos anteriores em serviços de saúde
Emenda dos deputados Bohn Gass (PT-RS) e Afonso Florence (PT-BA) pretendia isentar os estados de penalidades por descumprimento do plano de recuperação fiscal em anos nos quais tenha havido situações de calamidade pública ou recessão prolongada da atividade econômica;