O líder do PT na Câmara, Elvino Bohn Gass (RS), qualificou o presidente neofascista Jair Bolsonaro como “mentiroso, genocida e corrupto” e responsável direto pela escalada dos preços dos alimentos e dos combustíveis no Brasil. “O Brasil está acompanhando o desastre que é o governo Bolsonaro”, disse o parlamentar, listando mentiras diariamente contadas por Bolsonaro e sua omissão frente ao aumento de produtos como a gasolina, o diesel, o gás de cozinha e alimentos, além da inação frente à volta da fome ao País e às mortes pelo novo coronavírus.

Ele lembrou que a CPI da Covid no Senado tem confirmado que o governo Bolsonaro patrocinou a morte de milhares de pessoas – até terça-feira (3), 577 mil brasileiros perderam a vida para a Covid-19 – ao boicotar a vacinação em massa da população contra o novo coronavírus”, observou o parlamentar.

“É uma política genocida de um presidente corrupto”, afirmou o líder petista. “Essa corrupção já estava presente nas milhões de rachadinhas que foram abocanhadas por seus filhos e sua família”.

Corrupção e prevaricação

Bohn Gass assinalou que diante de denúncia de corrupção na compra de vacinas, feita meses atrás pelo deputado Luís Miranda (DEM-DF), Bolsonaro nada fez. “Portanto, prevaricou e temos a seguinte situação: um presidente genocida e com corrupção no governo”, sublinhou o deputado.

Em relação ao rol de mentiras proferidas por Bolsonaro desde que assumiu o cargo de presidente, Bohn Gass destacou as acusações do ex-capitão contra o sistema eleitoral brasileiro, acusado por ele de ser fraudulento mas sem mostrar nenhuma prova.

Para Bohn Gass, a conduta de Bolsonaro ao colocar sob suspeita o processo eleitoral e a urna eletrônica visa a desviar o foco da população de problemas reais do País, como “as rachadinhas, o genocídio, a corrupção e a fome”, num cenário assustador em que “povo busca osso em supermercado e em açougue porque não consegue comprar mais carne para fazer o seu churrasquinho”.

Não à privatização e cortes de direitos

O líder do PT elogiou a decisão do Tribunal Superior Eleitoral (TSE ) de abrir investigação contra Bolsonaro por seus ataques às urnas eletrônicas, estabelecendo prazo para que ele apresente provas sobre as supostas fraudes. Bohn Gass frisou que Bolsonaro em nenhum momento trouxe provas. “Elas não existem, portanto, é fake, é mentira. Então, nós estamos perante a situação de um presidente genocida, corrupto e mentiroso. E é a isso que ele vai ter que responder”, acrescentou o deputado.

Bohn Gass desmontou também todos os argumentos ultraliberais defendidos por Bolsonaro e membros de seu governo sobre os supostos benefícios de supressão de direitos trabalhistas e sociais, além da privatização de empresas estratégicas pertencentes à sociedade brasileira.

As chamadas reformas e privatizações, iniciadas pelo golpista Michel Temer e aprofundadas por Bolsonaro, foram implementadas sob a alegação de que gerariam empregos e renda, uma mentira, conforme frisou Bohn Gass.

Lembrou, por exemplo, que se aprovou o teto de gastos, com congelamentos dos recursos para as áreas sociais como educação e saúde, sob o pretexto de que a economia iria crescer. “A economia não cresceu nem gerou emprego”, recordou Bohn Gass.

Na mesma linha, citou a política de fatiamento da Petrobras e entrega de seus ativos a grupos estrangeiros, mais a adoção de política de preços pela estatal em alinhamento com a cotação do dólar, para supostamente baixar os preços dos combustíveis e do gás de cozinha.

“Estão vendendo e entregando a Petrobras, e mentiram para a população brasileira”, disse o líder do PT, ao observar que o litro de gasolina já superou R$ 6,00 e o gás de cozinha já passou de R$ 100,00. “Quem trabalhou para eleger o Bolsonaro acreditou na mentira de que o botijão de gás custaria R$ 35,00”, ironizou o deputado.

“Privatizações fazem mal para o Brasil e é esta a pauta que o governo apresenta, um governo com características de genocídio, corrupção e mentira”, disse Bohn Gass. Para ele, a solução da crise é o impeachment de Bolsonaro. Na Câmara, há mais de 120 pedidos de impeachment protocolados, entre eles um superpedido que lista todos os crimes cometidos pelo capitão-presidente.

Redação PT na Câmara

Compartilhe

No responses yet

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.