Ministro da Saúde também foi convidado para comparecer à comissão para falar sobre eventual atuação do filho na liberação de recursos do FNS;

A Comissão de Trabalho, de Administração e Serviço Público da Câmara dos Deputados convidou nesta terça-feira (28) o ministro da Justiça e Segurança Pública, Anderson Torres, para uma reunião em 12 de julho sobre a Operação Acesso Pago, que apura supostas irregularidades no Ministério da Educação.

Os deputados Bohn Gass (PT-RS) e Rogério Correia (PT-MG) querem informações sobre suposta interferência na investigação conduzida pela Polícia Federal (PF). “Em mensagens a colegas, o delegado Bruno Calandrini informou, desolado, que não teve autonomia e independência”, alegaram os deputados.

A Operação Acesso Pago apura, entre outros pontos, a eventual participação dos pastores Gilmar Santos e Arilton Moura na destinação a municípios de dinheiro do Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE). Calandrini pediu a prisão, já revogada, de ambos e do ex-ministro da Educação Milton Ribeiro.

Além de Anderson Torres, a Comissão de Trabalho convidou também o diretor-geral da PF, Márcio Nunes de Oliveira. O deputado Sanderson (PL-RS) disse que o governo tem interesse nos esclarecimentos. “A PF fez uma única operação contra integrante da gestão Bolsonaro; com FHC foram 45, com Lula-Dilma, 198”, disse.

Ministério da Saúde

A Comissão de Trabalho convidou ainda o ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, para falar da eventual atuação do filho, Antônio Cristóvão Neto, na liberação de recursos do Fundo Nacional de Saúde. A reunião está agendada para 5 de julho.

“O jornal O Globo noticiou que Cristóvão Neto tem atuado ostensivamente junto ao Ministério da Saúde para atender demandas de prefeituras da Paraíba, onde será candidato a deputado federal pelo Partido Liberal”, disseram os deputados Bira do Pindaré (PSB-MA), Mauro Nazif (PSB-RO) e Rogério Correia (PT-MG).

Fonte: Agência Câmara de Notícias

Compartilhe

No responses yet

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.